Artigos

08/08/2019

QUEM SABE TUDO NADA SABE?

Prof. Tales de Sá Cavalcante

O Povo. 08/08/2019 (quinta-feira).
tales@fariasbrito.com.br

A máxima “Quem sabe tudo nada sabe” perde força com o passar dos anos. É impossível saber tudo, mas a ideia de se especializar em único segmento já não responde às mudanças do mercado de trabalho. Com o progresso tecnológico, muitas atividades já desapareceram, foram substituídas ou estão em vias de extinção. Que o digam datilógrafos, ascensoristas, telefonistas. Isso nos leva a refletir sobre como preparar nossos filhos para funções que nem imaginamos.

Paulo Feldmann, professor da USP, diz que, para um futuro com novos profissionais, as formações devem ser “mais generalistas, para que estejam capacitados a atuar em qualquer área e consigam entender um pouco de tudo”.

Este articulista lidera, com suas irmãs, Hilda e Dayse, uma Instituição onde alunos de Engenharia estudam Filosofia e Ética, algo impensável na época da minha formação de engenheiro.

As ocupações modernas parecem resgatar o passado, quando o médico da família não era um especialista. O conhecimento geral daquele a quem todos recorriam levava a decisões precisas, mesmo sem os equipamentos de que hoje dispõe a Medicina. Hipócrates (séculos V e IV a.C.) pregava uma Medicina que entendia um órgão doente ou com um sintoma de futura doença como uma parte de um corpo, sem individualizá-la e a incluir a personalidade do paciente. O Pai da Medicina também analisava a interação do corpo com o ambiente. Para Mao Tsé-Tung, a melhor Medicina não era a oriental nem a ocidental, mas a junção das duas.

Sobre a formação para as futuras carreiras, a americana Elatia Abate aponta três pilares. O primeiro é a mentalidade, o jeito de pensar e o modo de enxergar o que está acontecendo. “O segundo é a educação, o que inclui aprender os princípios de empreendedorismo, entender quais indústrias vão ser impactadas primeiro e saber que o aprendizado vai ter que ser contínuo pela vida inteira. O terceiro é a colaboração, tanto em nível de mercado quanto individual”, explica.

Assim, aprender a aprender é a grande lição para todos. E mais exitosos serão os dispostos a se atualizarem constantemente. Se não sabemos tudo, isso sabemos.

Veja mais

23/07/2019
( Prof. Tales de Sá Cavalcante )
13/06/2019
( Prof. Tales de Sá Cavalcante )
21/05/2019
( Prof. Tales de Sá Cavalcante )
11/04/2019
( Tales de Sá Cavalcante )
14/03/2019
( Prof. Tales de Sá Cavalcante )